Tesouros escondidos

Gigantescas reservas de gás e petróleo transformarão Israel
.
264870990

Plataforma de exploração na costa israelense: gás suficiente para abastecer Israel e a Europa

 

Dar-te-ei os tesouros escondidos, e as riquezas encobertas (Isaías 45:3)
 
Durante toda sua história, o Estado de Israel lutou contra a extrema falta de recursos naturais, enquanto via seus vizinhos árabes ganharem cada vez mais dinheiro, poder e influência em todo o mundo por conta de suas valiosas reservas de petróleo e gás. 
 
Investimentos contínuos em novas tecnologias fizeram de Israel líder em diversos setores e um dos países com melhor nível social e educacional do mundo. Mesmo assim, continua refém dos interesses geopolíticos ditados pela dependência do petróleo árabe. 
 
Nos próximos anos, isto vai mudar.
 
Em março de 2013 os israelenses começaram a extrair gás do campo de Tamar, na costa de Haifa. Trata-se da maior reserva até então encontrada no país. Já entusiasmados com a perspectiva de diminuírem sua dependência em combustível importado, os israelenses souberam que os tesouros escondidos na Terra Santa são ainda maiores. 
 
Até 2016, entrará em operação o gigantesco campo de extração de gás de Leviatã, na costa mediterrânea de Israel. Trata-se de um dos maiores do mundo, com cerca de 500 bilhões de metros cúbicos. “Em alguns anos, quando Leviatã atingir sua plenitude, transformará Israel em um dos maiores exportadores mundiais de gás”, afirma Yossi Abu, presidente da empresa Delek, responsável pela perfuração.
 
Ironicamente, os primeiros a receber o gás israelense serão exatamente seus mais ferrenhos adversários. A Autoridade Palestina acaba de assinar com a Delek um contrato de 20 anos de fornecimento de gás a ser extraído do poço gigante. 
 
Além de gás em abundância no mar, Israel prepara-se para extrair enormes quantidades de petróleo em terra.
.
Exploração de petróleo em Israel: tecnologia avançada extrai precioso líquido das rochas

Exploração de petróleo em Israel: tecnologia avançada extrai precioso líquido das rochas

Em 2017, deverá ter inicio a extração do chamado petróleo de xisto na região de Sefelá, na Judéia. Neste caso, trata-se de um verdadeiro mar de petróleo em estado sólido que, após passar por um processo químico, transforma-se em combustível da mais alta qualidade. 
 
“Nossa estimativa mais conservadora é de que haja 250 bilhões de barris de petróleo no subsolo de Sefelá, o mesmo volume que em toda a Arábia Saudita, com qualidade bem superior e baixo risco ambiental”, afirma Harold Vinegar, da empresa Israel Energy Initiative, que detém os direitos de exploração na região. 
 
Como consequência, além dos enormes benefícios à economia, analistas internacionais prevêem profundas mudanças geopolíticas favoráveis ao país. “Israel poderá reduzir a dependência européia do gás russo e saciar a sede de petróleo da Ásia”, diz Caroline Glick, do jornal Jerusalem Post.
.
Harold Vinegar com uma amostra do combustível extraído do subsolo da Judéia: "Israel será uma potência energética", afirma.

Vinegar com uma amostra extraída do subsolo da Judéia: “Israel será uma potência energética”

 
“As descobertas de gás no mar e as enormes reservas de petróleo de xisto em terra farão de Israel uma potência energética global. As coisas estão realmente excitantes por aqui”, comemora Vinegar.
.