Mitos e Fatos sobre Israel – 8

MITOS.001

 

 

MITO: “Os assentamentos israelenses na Judéia e Samaria (Cisjordânia) são ilegais.” 

 

FATO: Os judeus têm vivido na Judéia e na Samaria (Cisjordânia) desde os tempos antigos. O único período em que foram proibidos de viver nestes territórios nas últimas décadas foi durante o governo da Jordânia, entre 1948 e 1967. Essa proibição era contrária ao Mandato para a Palestina adotado pela Liga das Nações, que ordenou medidas para o estabelecimento de um Estado judeu e estimulou especificamente “um pleno assentamento de judeus no país”.

 

Numerosas autoridades legais debatem a acusação de que os assentamentos israelenses são ilegais. O especialista em direito internacional Stephen Schwebel destaca que um país, ao atuar em autodefesa, pode conquistar e ocupar territórios quando isso for necessário à sua proteção. Schwebel observa também que um país pode exigir, como condição para sua retirada, medidas de segurança concebidas para garantir que seus cidadãos não sejam ameaçados novamente a partir daquele território.

 

Segundo Eugene Rostow, subsecretário de Estado para Assuntos Políticos do Governo Johnson, a Resolução 242 dá a Israel o direito legal de estar na Cisjordânia. A resolução “permite que Israel administre os territórios” que conquistou em 1967 “até que se alcance ‘uma paz justa e duradoura no Oriente Médio’”, escreveu Rostow.

 

 

 

 

 

 

 

Adaptado de “Mitos e Fatos – A verdade sobre o conflito árabe-israelense”, de Mitchel Bard (Editora Sefer)