Depois do furacão

Nas Filipinas, mais uma vez os israelenses mostram que estão prontos para ajudar quando ocorre uma tragédia

 

10889741536_d73aea26a5_b

Médica israelense atende criança vítima do furacão nas Filipinas: solidariedade

 

Por mais que sua presença em Israel seja sempre necessária, as equipes de socorro israelenses estão sempre a postos para prestar auxílio a populações em situações de catástrofe.

Foi assim no terremoto que arrasou o Haiti, em 2010, em diversas outras situações nos mais diferentes países e também agora, após a passagem de um furacão que arrasou boa parte das Filipinas, fazendo mais de 3.500 vítimas.

Poucos dias após surgirem os primeiros relatos da tragédia causada pelo furacão, dezenas de médicos, paramédicos, especialistas em desastres naturais e militares embarcaram para as regiões mais afetadas das Filipinas para cumprir mais esta missão humanitária, que batizaram de Operação Ilhas da Paz.

VÍDEO: Cenas emocionantes da missão humanitária de Israel nas Filipinas >>

Logo ao chegar, a equipe israelense iniciou a montagem de um hospital de campanha para atender aos feridos na ilha de Cebu, uma das mais atingidas. Em seu primeiro dia, mesmo antes de a montagem estar concluída, o hospital israelense tratou cerca de 370 pacientes, 150 dos quais eram crianças.

A delegação israelense também inclui experientes profissionais das áreas de construção e manutenção, que estão auxiliando a recuperar as instalações locais dos danos sofridos.

Para os israelenses envolvidos este tipo de missão é parte da milenar filosofia judaica e dos objetivos que levaram à criação do moderno Estado de Israel. Na manhã de sábado, dia 16, o governador de Cebu, Hilario Davide, visitou a estrutura montada por Israel e expressou, em nome da população filipina, sua gratidão à delegação israelense.

 

Em meio à desolação, nasce a esperança

 

SHY_7784

Equipe israelense que realizou parto de emergência de bebê filipino: ele se chamará Israel

 

Em meio à desolação e ao sofrimento encontrado nas Filipinas pelas equipes israelenses de ajuda humanitária, um momento de emoção tomou conta de todos.

Logo após os israelenses terminarem de montar seu hospital de campanha em uma das áreas mais afetadas pelo furacão, uma filipina chegou já em adiantado trabalho de parto.

Acostumados a tratar feridos em meio a batalhas, a equipe médica israelense realizou o parto com total segurança. O bebê, um menino de pouco mais de dois quilos, nasceu prematuro de oito meses, mas em boas condições de saúde.

Como agradecimento ao pronto auxílio prestado à sua esposa e filho pela equipe israelense, o pai decidiu que o recém-nascido receberá o nome de Israel.